História de uma mãe coruja


Sou mãe de uma menina de 4 anos e um menino de 2 anos, chamo-me Bruna Frade. Sou a idealizadora da Agência de Cuidadores Infantis Mamãe Coruja, que teve seu inicio em 2012 diante de uma necessidade pessoal de encontrar a babá perfeita para cuidar de meus filhos.


Como uma mãe coruja que sou não queria qualquer profissional para trabalhar em casa, queria encontrar uma pessoa que além de saber trocar fraldas, dar banho e dar mamadeiras, coisas simples que qualquer pessoa sabe fazer, tivesse amor ao trabalho, que amasse crianças, que fosse muito paciente, divertida e bem humorada. Queria encontrar uma babá competente, dedicada e pronta para aprender o que tivesse de ser aprendido. Além disso, para trabalhar em casa e cuidar dos meus dois filhos, esta moça deveria ser profissional, comprometida com o trabalho, ter ética e saber falar corretamente para que meus filhos que estão aprendendo a falar tivessem a babá como uma estimuladora do desenvolvimento da fala também!
Esta babá perfeita que eu procurava, além de ter todas as características citadas, deveria não somente cuidar da higiene, proteção e alimentação das crianças, mas deveria também saber estimular meus filhos, brincando, lendo livros, ensinando a engatinhar, andar e outras coisas importantes para o desenvolvimento infantil.
Enfim, fui atrás de uma babá perfeita, e depois de algum tempo, me deparando com dificuldades para encontrar a profissional certa, agências despreparadas para me oferecer boas profissionais e um bom atendimento, e fazendo testes com algumas babás que passaram pela minha casa e não deram certo por falta de preparo e principalmente por falta de comprometimento com o trabalho, agora encontrei uma que me agrada e o mais importante de tudo, agrada meus filhos também! A mais velha pergunta pela babá e o mais novo faz festa quando ela chega!
É por tudo isso que passei a idealizar a Agência de Cuidadores Infantis Mamãe Coruja, para ajudar as mães que estão passando ou passarão pela mesma situação que a minha.  A Mamãe Coruja tem como objetivo recrutar, capacitar e agenciar profissionais para cuidar de crianças, inclusive crianças com necessidades especiais, em casas de família.
Por que nomeei a função como “cuidador infantil” e não como “babá”? Porque o que procurava e o que quero oferecer aos meus clientes não são apenas babás, são cuidadoras, ou podem ser nomeadas também de babás cuidadoras. O significado de “babá” é a pessoa que cuida da rotina do bebê, criança ou adolescente na ausência dos pais. O significado de “cuidar” vai muito além. O “cuidado” significa atenção, precaução, cautela, dedicação, carinho e é muito mais do que o simples cuidado do corpo físico; leva em conta as emoções e a história de vida da pessoa cuidada.
O cuidador tem de ser um ser humano de qualidades especiais, com fortes traços de amor, solidariedade e doação. O seu papel ultrapassa o simples acompanhamento das atividades diárias da criança. Para ser um bom cuidador de crianças é preciso acima de tudo amar e respeitar o universo infantil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por participar do blog da Agência Mamãe Coruja!